Declaração Imposto de Renda 2014

By

fevereiro 26, 2014ServiçosSem comentários

Imposto de Renda 2014

Desde 2007 a tabela do imposto de renda vem sendo corrigida automaticamente, e sem mudanças: 4,5%. Pela tabela que entrou em vigor este ano, e que vai servir de base a declaração do ano que vem está isento do imposto de renda quem ganha até R$ 1.787,77 por mês. O Sindicato Nacional dos Auditores fiscais da Receita Federal fez os cálculos e como o reajuste tem ficado abaixo da inflação, a defasagem atualmente está em torno de 60%, com isso, a cada ano, mais trabalhadores passam a pagar imposto.

simulacao imposto de renda 2014 Declaração Imposto de Renda 2014

Veja algumas informações sobre a Declaração do Imposto de Renda

Declaração Imposto de Renda 2014

De acordo com a tabela da Receita Federal, estará isento do imposto quem ganhar até R$ 1.787,77, por mês. A alíquota de 7,5% valerá para quem ganha entre R$ 1.787,78 e R$ 2.679,29. De R$ 2.679,30 a R$ 3.572,43, a alíquota é 15%. A alíquota de 22,5% vai incidir nos salários de R$ 3.572,44 até R$ 4.463,81. E a alíquota de 27,5% é para quem ganha acima de R$ 4.463,81 por mês. O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal tem alertado sobre a defasagem entre a tabela do Imposto de Renda Pessoa Física e a inflação. A defasagem deve fechar o ano em 60%. Segundo o sindicato, várias pessoas que eram isentas, por causa da renda baixa, passaram a pagar o imposto.

declaracao imposto de renda Declaração Imposto de Renda 2014

Siga todos os passos corretamente para declarar seu imposto de renda

Enquanto a correção da tabela é 4,5%, a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), este ano, deve ficar em 5,73%. Para 2014, a projeção é 5,98%, de acordo com pesquisa do Banco Central. A correção da tabela em 4,5% foi definida porque o governo estabeleceu o percentual como meta para a inflação anual.

Evite pagar multas por atraso na entrega, vá se preparando já, pois o prazo final para entrega é 30 de abril. Mas não deixe para a última hora, os computadores da Receita Federal ficam sobrecarregados nos últimos dias do prazo final de entrega, dificultando a recepção da declaração. Se você faz parte dos contribuintes que precisam entregar a declaração, é bom começar a juntar todos os documentos e informações (como saldos de conta corrente, poupança, fundos, previdência, comprovantes de renda) e recibos necessários ao preenchimento da declaração.

É por meio dos comprovantes remetidos pelos bancos e fontes pagadoras que você poderá saber o quanto possuía na sua conta corrente, quanto tinha investido e quanto já pagou de imposto de renda. Lembre-se que, tanto nos salários, quanto nos demais rendimentos, você paga imposto direto na fonte, e este montante, se não for tributado de forma exclusiva (como no caso do 13º salário), pode ser descontado na hora de calcular seu imposto a pagar ou permitir uma maior restituição.

 

Leave a Reply